Avaliação de lotes residenciais sob a perspectiva da sustentabilidade ambiental: um estudo aplicado à cidade de Maringá-PR, Brasil

Mario Henrique Bueno Moreira Callefi, José Luiz Miotto, Rafaela Vilas Boas Silva

Resumo


Apesar do crescente interesse pelo poder público e privado na adoção de princípios sustentáveis no meio urbano, ainda é reduzido o número de pesquisas relacionadas às características sustentáveis dos lotes destinados a habitações unifamiliares. Nesse contexto, o presente trabalho propõe realizar a avaliação de lotes residenciais da cidade de Maringá - PR sob a perspectiva da sustentabilidade ambiental. Para isso foram definidos inicialmente 10 critérios, os quais foram aprovados por um conjunto de especialistas. Posteriormente, aplicando-se o método AHP se realizou a mensuração desses critérios. Com os critérios validados e mensurados, se chegou a um sistema de avaliação composto por dois indicadores, subdivididos em 10 critérios. Na sequência se realizou a avaliação de uma amostra de 36 lotes localizados na cidade de Maringá – PR, abrangendo praticamente todas as zonas residenciais da cidade. Com isso, se determinou a classificação hierárquica dos lotes avaliados, conforme a quantidade de créditos atribuídos a cada um deles no sistema de avaliação definido. Como resultados foi possível identificar que possivelmente as imobiliárias e a prefeitura municipal não estão considerando a sustentabilidade ambiental como fator primordial para definição, respectivamente, dos valores de comercialização e venal dos terrenos avaliados. Além disso, se verificou que a grande maioria dos lotes avaliados alcançou boa pontuação no sistema proposto, demostrando que estão alinhados aos preceitos da sustentabilidade ambiental.

Palavras-chave


Lotes urbanos. Sustentabilidade. Indicadores de sustentabilidade; Análise multicritério; AHP

Texto completo:

PDF

Referências


AWADH, O. Sustainability and green building rating systems: LEED, BREEAM, GSAS and Estidama critical analysis. Journal of Building Engineering, v. 11, p. 25-29, 2017.

AZOUZ, M.; GALAL, A. Sustainable Site Assessment: A way to Sustainable Hospitality in Egypt. Procedia Environmental Sciences, v. 34, p. 360-374, 2016.

BRASIL. Lei Federal N° 12.651, de 25 de maio de 2012. Dispõe sobre a proteção da vegetação nativa. Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil, Poder Executivo, Brasília, DF, 2012.

CORPO DE BOMBEIROS DO PARANÁ. Sistema de Registro e Estatística de Ocorrência. 2018. Disponível em: . Acesso em: 01 ago. 2018.

ELKINGTON, J. Canibais com garfo e faca: seria um sinal de progresso se um canibal utilizasse garfo e faca para comer? São Paulo: Makron Books, 2011.

FUNDAÇÃO VANZOLINI; CERWAY. Edifícios residenciais em construção. 2016. Disponível em: . Acesso em: 08 out. 2017.

GOOGLE MAPS. Google Maps 2018. Disponível em: . Acesso em: 28 mar. 2018.

JOHN, V. M. Reciclagem de resíduos na construção civil: Contribuição para metodologia de pesquisa e desenvolvimento. 2000. 113 f. Tese (Livre Docência) – Escola Politécnica da Universidade de São Paulo, Universidade de São Paulo, São Paulo.

JOHN, V. M.; PRADO, R. T. A. Selo Casa Azul: Boas práticas para habitação mais sustentável. São Paulo: Páginas e Letras–Editora e Gráfica, 2010.

KOSANOVIĆ, S.; FIKFAK, A. Development of criteria for ecological evaluation of private residential lots in urban areas. Energy and Buildings, v. 115, p. 69-77, 2016.

LU, X.; KE, S. Evaluating the effectiveness of sustainable urban land use in China from the perspective of sustainable urbanization. Habitat International, 2017.

MARINGÁ. Lei Complementar n° 1.106, de 21 de dezembro de 2017. Trata da Planta de Valores Genéricos de Edificações e de Terrenos. Diário Oficial [do] município de Maringá. Poder Executivo, PR, 2017a.

SAATY, T. L. Decision making with the analytic hierarchy process. Int. J. Services Sciences, v. 1, n. 1, pp. 83-98, 2008.

USGBC – U.S. GREEN BUILDING COUNCIL. LEED v4 for neighborhood development. 2017. Disponível em: . Acesso em: 06 out. 2017.

USGBC – U.S. GREEN BUILDING COUNCIL. LEED v4 para design e construção de interiores. 2014. Disponível em: . Acesso em: 06 out. 2017.

ZAVADSKAS, E. K.; BAUSYS, R.; KAKLAUSKAS, A.; UBARTE, L.; KUMISKE, A.; GUDIENE, N. Sustainable market valuation of buildings by the single-valued neutrosophic MAMVA method. Applied Soft Computing, v. 57, p. 74-87, 2017.




DOI: http://dx.doi.org/10.17271/2318847285720202301

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




 

ISSN Eletrônico: 2318-8472    Digital Object Identifier (DOI): 10.17271/23188472

Indexações:

                  


ÍNDICE H (GOOGLE SCHOLAR):

Índice h5 = 5

Índice h5 = Mediana 6


Metrics:

 

 Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution-ShareAlike 4.0 International License.