Avaliação da área de disposição final de resíduos sólidos de um município de pequeno porte mediante os critérios técnicos e ambientais

Galilleu Silva, Adriana Antunes Lopes, Édio Damásio da Silva Júnior, Abner Santos Baroni Sales

Resumo


A problemática dos resíduos sólidos, assim como a grande rede do sistema capitalista, vem acarretando impactos irreversíveis ao meio ambiente, colocando em risco os bens a se proteger para as presentes e futuras gerações, devido à quantidade e a variedade de resíduos dispostos de forma desordenada no meio ambiente. Entretanto, no que é referente à Gestão de Resíduos Sólidos, cada vez mais são conquistados avanços como a Lei nº 12.305/2010, que institui a Política Nacional dos Resíduos Sólidos (PNRS), que trouxe diretrizes e metas como a disposição final ambientalmente adequada dos rejeitos. Estes, por sua vez, devem ser dispostos em aterros sanitários que são, do ponto de vista econômico/ambiental/social, a melhor alternativa para a disposição final dos resíduos sólidos. Assim, objetivou-se neste trabalho avaliar a área de disposição final de resíduos sólidos urbanos no município de Santa Helena de Goiás - GO, comparando sua atual situação com o que é regido pela PNRS. Para isso foram realizadas visitas in loco, consultas a normas técnicas, documentos e processos que transcorrem acerca da área de estudo. Foi constatada uma série de impactos ambientais, tais como: poluição do solo, da água e do ar; presença de vetores e catadores; saturação da vala, ausência de compactação dos resíduos, dentre outras adversidades técnicas e operacionais.

Palavras-chave


Lixão. Resíduos Sólidos. Aterro Sanitário. Impactos Ambientais.

Texto completo:

PDF

Referências


Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT). NBR 8419. Apresentação de projetos de aterros sanitários de resíduos sólidos urbanos. Rio de Janeiro, 1992, 9p.

Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT). NBR 13896. Aterros de resíduos não perigosos – critério de projeto, implantação e operação – Procedimentos. Rio de Janeiro, 1997, 12p.

Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT). NBR 10.004. Classificação de Resíduos Sólidos. Rio de Janeiro, 2004. 4.

BRASIL. Lei nº 6.938 de 31 de agosto e 1981. Política Nacional do Meio Ambiente. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/L6938.htm . Acesso em 30 de Maio de 2020.

BRASIL. Lei nº 12.305. de 02 de agosto de 2010. Política Nacional dos Resíduos Sólidos. 2010 Disponível em: < http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2007-2010/2010/lei/l12305.htm > acesso em 30 de Maio de 2020.

Conselho Nacional do Meio Ambiente (CONAMA). Resolução CONAMA 01 de 23 de Janeiro de 1986. Diretrizes, definições, responsabilidades, critérios básicos para uso e implementação da Avaliação de Impacto Ambiental. Disponível em: http://www.mma.gov.br/port/conama/res/res86/res0186.html . Acesso: 30 de Maio de 2020.

IBGE Cidades. Dados Gerais dos municípios brasileiros do ano de 2019. 2019. Disponível em . Acesso: em 19 de Abril de 2020.

FREIRE, V. A.; SILVA, A. M.; SILVA, D. S.; FREIRE, E. A.; LIMA, L. M. R. Diagnóstico dos danos ambientais, riscos e perigos presentes no lixão de Massaranduba – PB. Reserach, Society and Development. 2020. 9(3). DOI: https://doi.org/10.33448/rsd-v9i3.2442.

GOIÁS. Instrução Normativa no 005/2011, Dispõe sobre o Licenciamento Ambiental dos projetos de disposição final dos resíduos sólidos urbanos na modalidade Aterro Simplificado nos municípios do Estado de Goiás. Diário Oficial do Estado de Goiás. Goiânia, 2011.

GOIÁS. Plano Estadual de Resíduos Sólidos. SECIMA - Secretaria de Meio Ambiente, Recursos Hídricos, Infraestrutura, Cidades e Assuntos Metropolitanos. 2017. Disponível em < http://www.meioambiente.go.gov.br/arquivos/pers_versao_final_forum_de_residuos_solidos.pdf > acesso em 30 de Maio de 2020.

MAHMOOD, K.; BATOOL, S. A.; CHAUDHERY, M. N.. Studying bio-thermal effects at and around MSW dumps using satellite remote sensing and GIS. Waste Management. 2016. 55, 118- 128. DOI: 10.1016/j.wasman.2016.04.020.

POVINELI, J., SOBRINHO, P.A. Introdução. In: GOMES, L.P. Resíduos Sólidos: Estudos de Caracterização e tratabilidade de lixiviados de aterros sanitários para condições brasileiras. Rio de Janeiro: ABES, 2009

REICHERT, G.A. Manual. Projeto, operação e monitoramento de aterros sanitários. USC. Caxias do Sul. RS. 2007. 109 p. 12.

TENÓRIO, C.. Resíduos Sólidos In: PHILIPPI JR, Arlindo; ROMERO, Marcelo de Andrade; BRUNA, Gilda Collet. Curso de gestão ambiental. 2ª Ed. USP. São Paulo. 2013

VAVERKOVÁ, M. D.; MAXIANOVÁ, A.; WINKLER, J.; ADAMCOVÁ, D.; PODLASEK, A. Environmental consequences and the role of illegal wast deumps and their impact on land degradation. Land Use Policy vol. 89. DOI:10.1016/j.landusepol.2019.104234.




DOI: http://dx.doi.org/10.17271/2318847286120202414

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




 

ISSN Eletrônico: 2318-8472    Digital Object Identifier (DOI): 10.17271/23188472

Indexações:

                  


ÍNDICE H (GOOGLE SCHOLAR):

Índice h5 = 5

Índice h5 = Mediana 6


Metrics:

 

 Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution-ShareAlike 4.0 International License.