Mapeamento de áreas de risco de contaminação por agrotóxicos: um estudo de caso no estado do Espírito Santo, Brasil

Luan Carlos Octaviano Ferreira Leite, Renata de Oliveira Pereira, Jonathas Batista Gonçalves Silva

Resumo


RESUMO
É sabido que os agrotóxicos são um importante pilar das práticas agrícolas contemporâneas, contudo, existem diversos efeitos negativos atrelados ao seu mau uso. Seus malefícios vão desde a deterioração da saúde humana até a degradação de componentes bióticos e abióticos dos ecossistemas. O presente estudo tem como objetivo a proposição de uma metodologia baseada em indicadores e Sistemas de Informação Geográfica para a identificação das culturas e áreas de risco de contaminação ambiental por agrotóxicos, assim como os principais agrotóxicos associados a tais culturas, utilizando o estado do Espírito Santo como estudo de caso. Fora consultada bases de dados com o Sistema IBGE de Recuperação Automática e o Censo Agropecuário 2017 do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística; e as seções de agrotóxicos do Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e Recursos Naturais Renováveis e do Instituto de Defesa Agropecuária e Florestal do Espírito Santo. Café, cana-de-açúcar, milho e banana se destacaram no cenário agrícola estadual. O café apresenta-se como a cultura com maior risco de contaminação associado, tendo 10 municípios inclusos na classe de alto risco. A banana por sua vez é a cultura com menor risco associado. Glifosato, mancozebe e flutriafol, ingredientes ativos amplamente consumidos no estado se encontram entre os 5 compostos mais vendidos dentre aqueles autorizados para cada uma das culturas. De modo geral, a metodologia proposta mostrou potencial na determinação das culturas e áreas de risco no estado, assim como dos principais ingredientes ativos associados as culturas, podendo auxiliar a gestão ambiental de seu território.
PALAVRAS-CHAVE: Gestão Ambiental; Metodologia; Sistemas de Informações Geográficas; Indicadores.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.17271/2318847286020202423

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




 

ISSN Eletrônico: 2318-8472    Digital Object Identifier (DOI): 10.17271/23188472

Indexações:

                  


Metrics:

 

 Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution-ShareAlike 4.0 International License.