Arborização urbana em Registro/SP: leitura e percepções ambientais

Douglas Luciano Lopes Gallo, Léa Yamaguchi Dobbert

Resumo


Este artigo tem por objetivo realizar uma leitura do estado atual da arborização urbana de Registro/SP e conhecer o nível de satisfação dos moradores com a arborização existente. Para tanto foi realizada uma amostragem sistemática das quadras com intensidade amostral de 10%, totalizando 42 quarteirões analisados. A variável principal foi a abundância de árvores, expressa pelo número de árvores por quilômetro de calçadas. Como variáveis qualitativas foram avaliados o porte arbóreo e a compatibilidade das espécies utilizadas com o logradouro. Para analisar a percepção/satisfação dos moradores com arborização foram entrevistados 164 cidadãos, questionados sobre sua satisfação com a arborização da rua onde residiam e da cidade em geral. Os principais resultados indicaram a presença de 8 árvores por quilômetro de calçada e a prevalência da espécie Ficus benjamina, com 33,82% do total de árvores inventariadas. Quanto às características da arborização existente, 36,03% das árvores eram de grande porte e 42,65% dos indivíduos eram inadequados ao local. Em relação à satisfação com a arborização da rua de residência 41,46% estavam muito insatisfeitos, mas em relação à arborização total da cidade 33,54% eram indiferentes. Conclui-se que falta planejamento e gestão para a arborização urbana em Registro/SP, apresentando-se como deficitária e percebida como tal pelos moradores.

Palavras-chave


Arborização urbana; Espaços livres; Percepção ambiental

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.17271/2317860461520191842

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




ISSN Eletrônico: 2317-8604      Digital Object Identifier (DOI): 10.17271/23178604

Indexações:

          


ÍNDICE H (GOOGLE SCHOLAR):

Índice h5 = 4 

Mediana h5 = 4


Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution-ShareAlike 4.0 International License.